FIDI Em Números - Doenças Raras
FIDI EM NÚMEROS ‍

INTRO - DOENÇAS RARAS

Um Dataset completo de doenças raras com exames feitos nos principais hospitais da rede pública do estado de São Paulo.



GRÁFICOS E ANÁLISES - DOENÇAS RARAS

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), há cerca de seis a oito mil tipos de doenças raras no mundo e, no Brasil, aproximadamente 13 milhões de pessoas são acometidas por alguma dessas condições.

A FIDI realizou, entre 2019 e 2021, em hospitais públicos de São Paulo e Goiás, cerca de 8 mil exames de imagem com o intuito de detectar doenças raras.

Alguns dados de doenças raras já diagnosticadas pela FIDI:


As doenças inflamatório-desmielinizantes do sistema nervoso central (SNC) são doenças autoimunes que afetam determinada estrutura dos neurônios, chamada bainha de mielina.
Fonte: https://www.funcionalita.com.br

Dados: FIDI

A esclerose múltipla é uma doença autoimune que atinge o cérebro, os nervos ópticos e a medula espinhal. O sistema imunológico ataca a camada protetora que envolve os neurônios, chamada mielina, e atrapalha o envio dos comandos do cérebro para o resto do corpo.
Fonte: https://www.pfizer.com.br

Dados: FIDI

A Neuromielite óptica (NMO), também conhecida como doença de Devic, é uma doença inflamatória, autoimune do sistema nervoso central - que atinge principalmente os nervos ópticos e a medula espinhal, causando a perda da visão; dificuldade para andar; dormência nos braços e pernas; e alterações no controle da urina e do intestino. Os ataques repetidos levam ao acúmulo de deficiência neurológica e incapacidade. Fonte: https://www.roche.com.br

Dados: FIDI

A FPI é uma condição pulmonar que pode levar a morte, na qual os tecidos se tornam espessos, rígidos, com cicatrizes que limitam a capacidade respiratória dos pulmões. Os pulmões perdem a capacidade de absorver e transferir oxigênio para a corrente sanguínea. Fonte: https://www.boehringer-ingelheim.com.br

Dados: FIDI

As DIIs são condições crônicas, portanto sem cura, caracterizadas por inflamação intestinal de intensidades variadas. Elas acometem mais de 5 milhões de pessoas no mundo. Suas principais formas são a doença de Crohn e a retocolite ulcerativa. Fonte: https://saude.abril.com.br

Dados: FIDI

A Doença de Crohn é uma doença inflamatória séria do trato gastrointestinal. Ela afeta predominantemente a parte inferior do intestino delgado (íleo) e intestino grosso (cólon), mas pode afetar qualquer parte do trato gastrointestinal. Fonte: https://www.abcd.org.br

Dados: FIDI

A retocolite ulcerativa, também conhecida por colite ulcerativa, pertence ao grupo das Doenças Inflamatórias Intestinais (DII). Ela é uma doença crônica que atinge principalmente o intestino grosso (cólon). Fonte: https://www.pfizer.com.br

Dados: FIDI

Pneumonia intersticial usual (PIU) é um padrão de reação pulmonar a injúria, caracterizada por inflamação, fibrose intersticial e faveolamento. Estas anormalidades apresentam diferentes estágios de evolução, uma combinação de lesões antigas e ativas, denominada heterogeneidade temporal. Fonte: https://imaxdiagnostico.com.br

Dados: FIDI